sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Hora de produzir


    Noventa e oito dias sem chover, aqui em Brasília. Independente disso, a natureza continua seu ciclo natural de renovação. As árvores oferecem aos habitantes da cidade, milhares de flores; contrastando com um cenário predominatemente amarelado e seco. Contudo, o que compensa, é que além de flores, teremos frutos e sementes a nos servir. 
    Essa "parceria" tem produzido bons resultados em meu trabalho, uma vez que utilizo em boa parte do material que uso, elementos da natureza. Flores, sementes, cascas de árvores, pequenos galhos, varetas de bambu e outros materiais.
    Já estamos preparando o solo para aumentarmos a plantação de bananeiras, uma vez que essas são as principais fontes de matéria-prima na produção de papel artesanal.
    Às vezes, fico arquitetando o que fazer de novo; ou mesmo pensando em reproduzir produtos de sucesso, como as caixas de chá, tão úteis nos encontros com as amigas e tão prática na organização dos envelopinhos de cores e sabores variados.


     Noventa e oito dias sem chover, aqui em Brasília. O calor é amenizado a noite, quando uma brisa refresca a cidade, nos dando esperança de que em breve, a chuva chegará. Mas é sempre assim. Ficamos firmes nessa esperança.
    Enquanto isso vou colhendo flores, frutos e sementes, repondo meu estoque e continuando no exercício de fazer arte com o que a natureza nos der.

Um comentário:

  1. amiga,que trabalho lindo!!sempre!!te adoro,bjs Suzana

    ResponderExcluir